Cenário dos tempos modernos

Cenário dos tempos modernos

Escrito por Laercio Xavier

11 abr 2019

Você já parou para pensar que a sua vida gira em torno de escolhas?

Desde que acordamos somos bombardeados por uma avalanche de opções, algumas delas automáticas, e as fazemos sem a percepção de como seguirá o curso do nosso dia…

 

Podemos dizer que nosso destino é traçado pelas escolhas que fazemos ao longo de nossa jornada diária!

Ao colocarmos os pés no chão toda manhã, começamos a tomar decisões que podem interferir de forma positiva ou negativa no nosso dia.

Decidimos fazer o café – O que comer?

Depois do banho que roupa vestir?

Que sapato usar? E o perfume antes de sair?

Transporte publico ou chamo um carro por um aplicativo – Talvez ir a pé, uma caminhada me fara bem para a saúde. E assim prosseguimos em nossa jornada diária sem a consciência de que estamos fazendo escolhas a todo momento.

O crescimento assustador do universo de escolhas tornou-se, paradoxalmente, um problema e não uma solução. Neste paradoxo, as escolhas com que nos deparamos em quase todas as esferas da vida –  a primeira delas em compras, educação, carreira, amizade, sexo, relações amorosas, criação dos filhos e práticas religiosas –se tornam impossíveis, gerando uma confusão, nos tornando menos livres e mais insatisfeitos em vez de mais felizes.

Quando  criança, eu ia ao supermercado com a minha mãe e o auge da visita era a escolha do meu cereal. Não tínhamos que passar horas pela floresta de cereais porque só havia uma marca – a do tigre. E eu ia para casa feliz.

O café da manhã era um momento feliz, sem tantas escolhas para fazer e sem arrependimentos sobre qual fosse a escolha que fazia.

Hoje nos deparamos com uma floresta de alas e alas de cereais e a escolha pode ser frustrante. Ao escolher o que levar pra casa, corro o risco de ficar pensando naquele outro que estava lá e que poderia ser melhor do que o escolhido – com açúcar, sem açúcar, com bananas ou com morangos.

 

E com essa liberdade de escolhas que se tornou essencial nas nossas vidas, como praticá-la?

As empresas caíram em uma armadilha competitiva acreditando que quanto mais escolhas e mais liberdade, a sensação de bem-estar será gerada rapidamente.

Um exemplo clássico foi a criação de Hipermercados, onde a família ia as compras, gastava muitas horas percorrendo as inúmeras alas, e em geral acabava transformando a ida as compras em um caos familiar, onde cada membro queria uma marca diferente, um tipo diferente de açúcar, um grão diferente, para a mesma granola.

Me parece que a indústria dos Super e Hipermercados entendeu que hoje é preciso fazer o caminho inverso, entendendo este paradoxo de escolhas e principalmente acompanhando o ritmo da inovação. Hoje o tempo é limitado, as compras não são mais mensais, as famílias não

vão juntas ao mercado.  Surgiram então os mini mercados “express”, os empórios, as boutiques orgânicas, onde os negócios são mais específicos e as escolhas mais rápidas e certeiras, gerando um aumento significativo nas vendas e consequentemente a felicidade e bem estar do cliente!

 

Meu nome é Laércio e eu escolho a Runner para cuidar da minha saúde!

 

modernos