Exercícios como medicamento

Exercícios como medicamento

Escrito por Julio Papeschi

22 abr 2019

O sedentarismo é uma das principais causa de morte evitáveis no mundo.

Gastos com tratamento de doenças e perda de produtividade decorrente da falta de exercícios regulares, causam impactos no mundo de bilhões de dólares de acordo com diversos órgãos internacionais.

No Brasil a situação não é diferente. Mais da metade da população brasileira não realiza o mínimo de exercícios indicados pela Organização mundial da saúde para sair da condição do sedentarismo.

As recomendações para aqueles que realizam atividades em intensidade leve, seria de no mínimo 150 minutos de atividade acumulados ao longo de uma semana. Para aqueles que praticam atividades de moderada a alta intensidade esse número seria de 75 minutos de atividade acumulados ao longo de 7 dias.

 

Destreino

 

Estudos recentes mostram a importância da mudança do estilo de vida e o impacto que pode causar na saúde das pessoas.

Em 2015 uma revisão e literatura publicada em um dos periódicos de maior relevância na Europa, mostrou a importância da prática de exercícios sobre a redução do risco de mortalidade.

Os autores apresentaram redução do risco de morte de por quaisquer causas na ordem de 14%, por doenças cardíacas de 14% e de câncer de 8% na população que praticava ao menos 30 minutos de exercícios leves diariamente. Para aqueles que praticavam atividades de moderada a alta intensidade os benefícios foram superiores. Redução do risco de morte de 42% por qualquer causa, 50% por doenças cardíacas e 65% por câncer.

O interessante do estudo é que os dados apresentados mantinham independência do grau de obesidade da população estudada, ou seja, mesmo estando acima do peso praticantes de atividade física obtiveram os mesmos benefícios daqueles que estavam dentro do peso ideal.

A prática regular de exercício deve ser incorporada na rotina de todos como forma de diminuir os riscos do desenvolvimento de patologias, assim como a melhoria da qualidade de vida.
cta-blog

 

Não deixe de conhecer as unidades Runner: https://novosite.runner.com.br